terça-feira, 30 de novembro de 2010

Vitória se prepara para a final com o ABC

Jogadores do Vitória relacionados para decisão do Campeonato do Nordeste contra o ABC:

Goleiros: Lee e Gustavo
Laterais: Léo, Leilson e Iuri
Zagueiros: Alan Henrique, Fabão e Dankler
Volantes: Marconi, Esdras, Lucas Garcia e Vanderson
Meias: Kleiton Domingues, Aldair e Arthur Maia
Atacantes: Schwenck, Edson e Jacson.


CAMPEONATO DO NORDESTE - 30/11/2010
Time rubro-negro segue no início da noite para decisão do título com o ABC no Frasqueirão em Natal

Reforçado do goleiro Lee (reserva de Viáfara) do volante Vanderson, que já atuou nas semifinais, do meia Kleiton Domingues, destaque nos dois últimos jogos, contra Náutico e CSA, e dos atacantes Jacson e Schwenck, o Vitória viaja no final da tarde desta terça-feira, para decidir o título do Campeonato do Nordeste.

O time treinou na manhã desta terça-feira e Ricardo Silva relacionou os 18 jogadores, incluindo os cinco liberados pelo técnico Antonio Lopes.

Ricardo Silva comandou um treino coletivo-tático, treinou cobranças de faltas e de pênaltis. Ele iniciou o treino com o time formado por Lee, Léo, Dankler, Alan Henrique e Jacson; Esdras, Vanderson, Marconi e Kleiton Domingues; Edson e Schwenck.

Depois, o assistente técnico de Lopes promoveu mudanças para testar algumas opções. Vanderson treinou com pouco tempo porque jogou no Beira-Rio, contra o Inter, e chegou à noite de segunda-feira da viagem a Porto Alegre.

Lucas Garcia substituiu Vanderson; Iuri a Jacson; Aldair a Esdras; e Jacson terminou o treino formando o ataque com Schwenck, saindo Edson.

Colaboração: Ricardo Couto


domingo, 28 de novembro de 2010

Por Fábio Castelo Branco de Brito Guerra
Olhaí, pessoal, no anexo ...



Eu tava sentindo uma zoada danada no peito, parecia uma super festa, música muita, som de gente cantando, gritos de felicidade, foguetões estourando, até mesmo barulho de líquidos enchendo copos e calor de fogo assando churrasco ...

Fiquei sismado e fui ao Instituto de Radiologia de Natal fazer um raio-X, prá saber o que era aquilo!!!

E o resultado é o que aparece na foto!!! A causa? Títulos alvinegros ininterruptos de Campeão em 2010, mais um formidável acesso à Série B, "agravados" com a queda do Timinho de Vermelho (também conhecido por "Seleção de Japecanga!") para a Série C de 2011!!!

Cordiais saudações alvinegras, 51 vezes campeãs do RN e Campeão Brasileiro da Série C 2010, a caminho da conquista do Campeoanto do Nordeste 2010 (final contra o Vitória da Bahia, dia 01/12, no nosso Frasqueirão).

 
Em tempo: para quem está há muito tempo fora de Natal - Japecanga é um distrito do município de Parnamirim, onde fica a atual "sede" daquele ex-clube natalense, que veste vermelho e que ficava no bairro do Tirol (Av. Rodrigues Alves, próximo à Igreja Santa Terezinha).



sexta-feira, 26 de novembro de 2010

ITUIUTABA PODERÁ PERDER VAGA NA SÉRIE "C"

Ituiutaba será julgado por caso de doping. Macaé e Juventude de olho

Caso seja considerado culpado, time mineiro deve perder a vaga e ser rebaixado para a Série D. Equipes carioca e gaúcha seriam beneficiadas.
Por GLOBOESPORTE.COM

Após conquistar o vice-campeonato Brasileiro da Série C, o Ituiutaba começa a prestar contas com a Justiça Desportiva na próxima terça-feira. Os dois jogadores do time mineiro flagrados pela Comissão Nacional de Controle de Dopagem da CBF serão julgados pela Segunda Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD). O julgamento será às 18h30m (de Brasília).

o exame antidoping realizado após o jogo contra a Chapecoense, realizado dia 9 de outubro, em Chapecó (válido pelas quartas-de-finais), foram encontradas nas amostras de urina dos volantes Tarcisio e Vinicius a substância proibida fenproporex - presente em remédios para emagrecer. Os dois atletas podem ser afastados dos gramados por até dois anos.

A realização do exame amostra B (contraprova) foi dispensada pelos jogadores que, por meio da diretoria do Ituiutaba, apresentaram defesa informando ser desconhecida a causa do doping, que nenhum remédio ou substância foi ministrada ou prescrita pelos médicos do clube e que se reservam no direito de trazer novos argumentos de defesa na sessão de julgamento.

Como foi configurada a infração de doping, Tarcisio e Vinicius foram denunciados por violar o artigo 2.1 do Código Mundial Antidoping (presença de uma substância proibida ou de seus metabólicos ou marcadores em uma amostra colida do atleta).

Em consequência disso, a Procuradoria do STJD pede para que seja aplicada a penalidade prevista no artigo 10, item 10.2 do mesmo código (dois anos de suspensão). Os dois jogadores ainda estão suspensos preventivamente.

Macaé quer a punição
Interessado direto no julgamento, o Macaé espera que o STJD também comprove uma possível participação direta do Ituiutaba no doping de seus jogadores. Caso isso se confirme, a equipe mineira corre o risco de ser eliminada do campeonato e, neste caso, o time carioca, quinto colocado, conquistaria o acesso à Série B do Brasileiro de 2011.

Se ficar comprovada a participação do Ituiutaba, e a sua consequente eliminação, o clube será rebaixado à Série D de 2011. Com isso, além do acesso do Macaé Esporte à Série B do ano que vem, o Juventude, 17º na tabela desta Série C, escaparia do rebaixamento.

terça-feira, 23 de novembro de 2010

Artigo: Campeão Brasileiro

CAMPEÃO BRASILEIRO
Por: Augusto Azevedo (Conselheiro ABC F.C.)


Estava escrito. Literalmente escrito.


Em 2007, nas páginas dos jornais, quando ainda rumávamos para a disputa da Terceirona daquele ano, ousamos publicar um artigo, meio polêmico, cujo título era “Diferença do SER e do ESTAR”.

Ali, expúnhamos a idéia de que acessos eram simples conquistas transitórias, passeios seriados, passíveis de idas e voltas. Portanto, os acessos eram ESTAR, passageiros. Ninguém É de série alguma. ESTAMOS nessas divisões. Os títulos, não, ERAM e SÃO para sempre. Os títulos marcam a história de maneira definitiva. Perenizam-se no tempo, eternizando conquistas para o clube e para o estado.

Concluí chamando a nação “mais querida” a ir, naquele ano, em busca do primeiro título nacional do estado. Não foi naquele ano, mas, não tardaria. Até porque, como diz o mago Paulo Coelho, “quando se luta por algo lícito, tudo conspira a favor”.

Estava escrito, sim. Hoje, podemos bradar que SOMOS campeões brasileiros. Essa estrela nacional é nossa. No gritar da Frasqueira: “Aha, uhu, o Brasil é nosso!”

As estrelas sempre estão associadas às grandes personalidades, às maiúsculas conquistas, aos grandes feitos. Agora mesmo, estamos às portas de comemorarmos mais um aniversário do maior acontecimento da humanidade, quando uma estrela nos guiou a conhecermos o Salvador, em forma de criança. Pois bem, dois mil e dez anos depois, na cidade do Natal, os raios de uma estrela nacional passou a reluzir na Rota do Sol, guiando o respeito nacional a “um povo chamado ABC”, ao nosso estado potiguar.

Constatamos, ainda, com muita alegria, que foi também através de uma criança que iniciamos a redenção alvinegra. Uma criança de tenros 4 anos. Ora, menina terna, denominada Maria. Maria Lamas Farache. Ora, tratada como um menino imponente, apelidado de Frasqueirão. Não importa como lhe chamem. O que interessa é que seu coração é enorme e seu corpo, colo para nossas poucas dores. Já, sua estatura, pódium para 3 títulos estaduais, 2 acessos seriados e, após quebra de todas as “correntes” estaduais e regionais, o consagrador título verde-amarelo.

SER abecedista é um estado de espírito. Espírito de campeão. Campeão Brasileiro!

P.S.: dedico este artigo à Frasqueira, na pessoa de Hélmer Maranhão. E, à Diretoria, na pessoa do meu amigo Flávio Anselmo, lhe jurando ser apenas o guardião da medalha que me presenteou, pois, ele, o legítimo dono. A vida reservou a Flávio este momento, restabelecendo, com justiça, seu lugar de honra nas hostes alvinegras. Obrigado, irmão.


Natal/RN, 21 de novembro de 2010.

domingo, 21 de novembro de 2010

Um marco na história do futebol potiguar

Por Ricardo Couto

Um marco na história do futebol potiguar
Demorou 95 anos.

Esse foi o tempo necessário pro futebol do Rio Grande do Norte conquistar seu primeiro título nacional.
Pelo tempo que se passou, percebe-se o quanto é difícil e importante essa conquista.

O futebol potiguar, que deu seus primeiros passos em 1915, com a fundação do ABC em 29 de junho e a do América em 14 de julho, só agora, em 2010, finalmente conseguiu conquistar um título nacional.

Pelo futebol do Rio Grande do Norte já passaram grandes craques como Dequinha, Alberi, Danilo Menezes e Marinho Chagas, mas nenhum clube potiguar tinha conseguido um título brasileiro.
O ABC foi o primeiro clube do Rio Grande do Norte a conquistar um título nacional.
É um momento de muita alegria para os desportistas potiguares, especialmente para os torcedores do mais querido, o glorioso ABC Futebol Clube.

O ABC, que é o recordista brasileiro de títulos estaduais e de títulos consecutivos, agora obteve mais uma grande conquista, sagrando-se Campeão Brasileiro.
Com essa conquista, a partir de agora o futebol do Rio Grande do Norte será visto de outra forma em todo país, sendo muito mais reconhecido.
A conquista desse título nacional é um marco na história do futebol potiguar.

O ABC mudou a história do futebol do Rio Grande do Norte, colocando-o no seleto rol dos estados que já conquistaram títulos nacionais.

domingo, 14 de novembro de 2010

A NOSSA VIAGEM RUMO AO TÍTULO

Embarcamos em Natal, juntamente com um grupo de 50 torcedores, em um vôo da TAM com destino a Uberlândia para apoiar a equipe do ABC na primeira partida da final do Campeonato Brasileiro da Série C 2010. A viagem foi cansativa mas fomos recompensados com esta vitória por 1 a 0, gol de Cascata aos 26 minutos do segundo tempo.

Nosso vôo fez escalas em Salvador, Belo Horizonte e uma conexão em São Paulo. No aeroporto de Belo Horizonte também embarcou o nosso presidente Rubens Guilherme que estava em Belo Horizonte tratando da aquisição de um novo placar para o Frasqueirão.

No aeroporto de São Paulo os torcedores tiraram fotos com o presidente e com nossas bandeiras do ABC, o que chamou a atenção dos passageiros que lotavam as dependências do aeroporto de Congonhas.

Chegando aqui fomos bem instalados no hotel Confort e as 15:30 (horário local), fomos para o estádio chegando no mesmo instante em que também chegava a delegação do ABC. Foi uma grande recepção da torcida. Ao nosso grupo se juntaram outros torcedores, vindos das mais diversas localidades, muitos torcedores do ABC vieram de Brasilia. Também conosco torcedores do CRAC, inclusive trazendo faixas ABCATALÃO.

A turma da Garra Alvinegra só chegou ao estádio minutos antes do gol de Cascata, foi uma festa só.

Estamos com muitas fotos da viagem, que estarão neste blog na segunda-feira. Infelizmente tivemos um problema técnico e não foi possível coloca-las agora..

Sabemos que demos um grande passo mas é preciso ter cuidado no SALDO DO SAPATO, que não pode ser muito alto.

As 14hs estaremos embarcando no mesmo vôo da delegação do ABC com destino a São Paulo, de lá, a delegação do ABC pega outro vôo e deverá chegar a Natal antes da nossa chegada, que está prevista para a 1hora da segunda feira. 












sexta-feira, 12 de novembro de 2010

ESTAMOS DE PARTIDA PARA UBERLÂNDIA

Neste momento estamos de saída para o Aeroporto Internacional Augusto Severo, onde embarcaremos com um grupo de torcedores do MAIS QUERIDO para assistir ao primeiro jogo da final do Campeonato Brasileiro da Série C de 2010.
Vamos confiante na conquista de um grande resultado para que possamos levantar o caneco no colosso de Ponta Negra. O NOSSO FRASQUEIRÃO.
PRA FRENTE ABC !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

terça-feira, 9 de novembro de 2010

TORCEDORES JÁ ESTÃO NA ESTRADA

Dois torcedores do ABC  partiram esta manhã com destino a Uberlândia para assistir a primeira partida da final da Série C de 2010, entre Ituiutaba/MG e ABC/RN.

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

PELA PRIMEIRA VEZ NA HISTÓRIA

Pela primeira vez na história, um clube do Rio Grande do Norte estará na disputa de uma decisão de Campeonato Brasileiro.

O ABC poderá conquistar o primeiro título nacional da história do futebol potiguar.

Um acesso é importante, mas é provisório o fato de estar numa determinada Série.

Um título brasileiro vale muito mais do que um acesso. Ele é definitivo. Quem o ganha uma vez sempre será reconhecido como um clube que tem um título nacional.

O marketing do ABC poderá gerar muitas receitas para o clube com a frase ABC - CAMPEÃO BRASILEIRO.

Esta conquista também irá valorizar muito o futebol do Rio Grande do Norte.

A conquista do primeiro título nacional da história do futebol potiguar será um marco para o ABC e pro futebol potiguar.

É preciso uma união geral em busca deste objetivo, pois todos sairão ganhando com a conquista de um título nacional pro futebol potiguar.

É uma rara oportunidade que não pode ser desperdiçada.

O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, a Prefeitura do Natal, a imprensa esportiva do RN, a FNF, a diretoria do ABC, sua comissão técnica, seus jogadores e seus torcedores precisam estar unidos em busca deste objetivo, pois todos lucrarão com esta conquista histórica e inédita para o clube e pro Rio Grande do Norte.

Atenciosamente,
Ricardo Couto e Silva






sábado, 6 de novembro de 2010

SÉRGIO ALVES FALA SOBRE O ABC NA SUA CARREIRA

Onde se fala o nome de Sérgio Alves – em especial, no Nordeste -, se fala de gol. O ex-atacante pernambucano se consagrou em passagens por diversos clubes brasileiros, brigando sempre pela artilharia. Nesta entrevista, ele fala um pouco da carreira e de suas três passagens pelo ABC, onde, entre outras marcas, deixou o fato de nunca passar em branco nos clássicos contra o América-RN. Confira abaixo a entrevista.
O QUE O ABC SIGNIFICA PARA A SUA CARREIRA?
R: O ABC é um clube que eu passei a respeitar e que por diversas vezes me deu a oportunidade de mostrar o meu trabalho para o futebol brasileiro. Sou muito grato por tudo e fico feliz por fazer parte da história do clube.

 
QUAL O MOMENTO MAIS MARCANTE QUE VOCÊ VIVENCIOU COM A CAMISA DO ABC?
R: O momento mais marcante foi em 2005, na minha última passagem pelo ABC, quando tive a felicidade de conquistar o Campeonato Potiguar e a Copa RN. Além disso, terminei as duas competições como artilheiro isolado e contribui para que o clube voltasse a disputar a Copa do Brasil.

VOCÊ ETÁ NA GALERIA DE ÍDOLOS DO ABC E FOI O MAIOR ARTILHEIRO DA HISTÓRIA DO FUTEBOL DO RIO GRANDE DO NORTE. COMO COMEÇOU ESSA RELAÇÃO DE CARINHO QUE VOCÊ CRIOU COM A TORCIDA DO ABC?
R: Não resta dúvida que todas as minhas passagens pelo ABC foram vitoriosas, pois conquistamos quatro títulos: três estaduais (1998, 1999 e 2005) e uma Copa RN (2005). Sempre fui artilheiro por aqui e por isso aconteceu essa relação de carinho e respeito com o torcedor abcdista, que começou em 1998.

QUAL A IMPORTÂNCIA DO CLÁSSICO ABC X AMÉRICA-RN PARA A SUA CARREIRA?
R: Cada gol que você faz em um clássico parece contar por dois. Fazer gols em clássicos fortalece a sua imagem e credibilidade junto à torcida. O torcedor passa a ter confiança em você, algo muito importante, principalmente nos grandes jogos. A torcida vai para o estádio sabendo que pode contar com o seu atacante.

VOCÊ JÁ SENTIU A EMOÇÃO DE JOGAR NO FRASQUEIRÃO?
R: Eu não tive a felicidade de jogar no Frasqueirão, pois, na época em que eu jogava, o estádio estava em construção. No entanto, conheço a torcida do ABC e sabia que ela faria do Frasqueirão um verdadeiro caldeirão. Sei que o adversário sofre uma pressão enorme e a torcida tem utilizado bem o mando de campo para empurrar o time, sendo fundamental para o acesso à Série B. Ainda não fui ao estádio nem como torcedor, mas não faltará oportunidade. Seria um grande prazer visitar o Frasqueirão numa provável final da Série C.

VOCÊ TEVE QUATRO PASSAGENS PELO ABC (1998, 1999, 2001, E 2005). QUAL VOCÊ CONSIDERA COMO A MAIS IMPORTANTE?
R: A mais importante foi a primeira em 1998, pois foi o início da minha história no clube. Porém, a mais especial foi a passagem de 2005, quando fui contratado pelo então presidente Judas Tadeu. Eu tinha feito uma artroscopia no joelho e ele acreditou na minha recuperação. Felizmente pude retribuir todo o esforço dele sendo duas vezes campeão e duas vezes artilheiro.

POR ONDE ANDA E O QUE FAZ, ATUALMENTE, SÉRGIO ALVES?
R: Estou trabalhando no Ceará como treinador do Sub-16 e Sub-17.

VOCÊ ACEITARIA VOLTAR A TRABALHAR NO ABC COMO TREINADOR OU DIRETOR?
R: O ABC é um clube pelo qual tenho muito respeito, logo, se algum dia eu receber um convite para voltar a trabalhar no clube certamente pensarei com carinho.

VOCÊ CONQUISTOU TRÊS CAMPEONATOS ESTADUAIS ( 1998,1999 E 2005) E JÁ SENTIU O SABOR DE GRITAR É CAMPEÃO COM A CAMISA DO ABC. QUAL É A IMPORTÂNCIA DO TÍTULO DA SÉRIE C PARA A HISTÓRIA DO ABC?
R: Eu fiquei muito feliz com o acesso do ABC e lógico que estou torcendo para que seja campeão da Série C. O ABC merece esse acesso e o título pela estrutura que tem, pela torcida maravilhosa que possui. Aproveito para dar parabéns às pessoas que estão comandando o ABC pelo belo trabalho, desde o estádio até os jogadores.

MANDE UM RECADO PARA A TORCIDA ABCDISTA QUE ESTÁ ACOMPANHANDO A SÉRIE C DO BRASILEIRO, NA TV BRASIL.
R: Eu agradeço de coração todo o apoio, respeito e confiança que a torcida do ABC teve em mim. Os torcedores estão guardados em meu coração por tudo que me proporcionaram e saibam que, onde quer que eu esteja, estarei torcendo para o ABC conquistar cada vez mais coisas boas. Estou com saudade da torcida e do clube, mas na TV Brasil estou tendo a oportunidade de acompanhar o clube rumo ao título da Série C. Um abraço cheio de gratidão para todos os abcdistas.

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

A MENTIRA TEM PERNAS CURTAS

O Boletim Oficial da CBF desmente a torcida do América sobre os números do jogo América 0x1 Ipatinga.
Público pagante 7.039 sendo que foram devolvidos 3.492. Portanto a história de que faltou ingresso é pura mentira.

ENTREVISTA COM O PRESIDENTE DO ABC

segunda-feira, 1 de novembro de 2010

ONDE ADQUIRIR SEU INGRESSO PARA ABC x SALGUEIRO

Diretoria abecedista disponibilizou nove pontos de venda para ingressos de arquibancada inteira
Por Equipe de Comunicação

Os ingressos para a segunda batalha da semifinal do Campeonato Brasileiro da Série C, no próximo sábado, dia 6 de novembro, diante do Salgueiro/PE, começaram a ser vendidos na última quinta-feira (28). Arquibancada custa R$ 30 e cadeira R$ 70. Estudantes e idosos pagam meia entrada.

Inicialmente, a diretoria abecedista disponibilizou nove pontos de venda para ingressos de arquibancada inteira. São eles: Livraria Câmara Cascudo (Natal e Parnamirim), Panificadora Estrela D'alva (Rocas), Loja Sacolão Alecrim (Av. Cel. Estevam), Loja Sacolão Capim Macio (Av. Eng. Roberto Freire), Ster Bom (Nordestão de Santa Catarina), Ster Bom (Via Direta), Ster Bom (Midway Mall) e Confeitaria Planalto (Planalto).
Lembrando que os ingressos de cadeiras e de meia entrada (estudantes e idosos) estarão sendo vendidos apenas no estádio Frasqueirão, à partir desta semana que inicia.

Sócios Mais Queridos terão acesso livre às cadeiras, Sócios Mais ABC terão acesso às arquibancadas e Sócios Mais Alvinegro pagarão meia entrada, todos mediante à apresentação da carteira de sócio.

O jogo pode garantir o "Clube do Povo" na final da competição, fato inédito para o futebol do Estado. Por isso, a presença da Frasqueira será essencial. Vamos lotar o Frasqueirão e fazer uma bela festa incentivando os jogadores.

Preços
Arquibancada: R$ 30,00
Arquibancada Estudantes/Idosos: R$ 15,00
Cadeira: R$ 70,00
Cadeira Estudantes/Idosos: R$ 35,00
Aposte na Timemania e marque ABC como Time do Coração!
Fonte: abcfc.com.br